“O quê que eu vou fazer com essa tal liberdade?” – PIRES, Alexandre. 1995

emile hirsch seu lindo

Recentemente, eu terminei um namoro de dois anos. Uma das causas clamadas foi ser ~livre~. Sabe, não precisar se preocupar com a sua depilação e com o que fazer num domingo que atenda a dois gostos diferentes? Daí, estou sentindo essa coisa gostosa que é simplesmente escolher por si só o que fazer, e é bem egoísta, mas ainda assim uma delícia.

O problema, amigo, é que isso é uma ilusão. Não somos livres mesmo, nunca seremos. A liberdade não existe, e é mais fácil pensar assim do que ficar se iludindo achando que você um dia vai ser um Chris McCandless. Você pode não ter um namorado, mas ainda assim terá que agradar sua família em finais de semana e algumas horas por domingo. Mesmo sem namorado e família,vai te restar a sua virilha que vai suplicar por uma depilação ainda que bem ocasional ou, se você for homem, não pode viver sem cortar as unhas para sempre.

Existe um momento em que você se sente livre. Eu já tive esse momento, certamente ainda terei outros. Aquela fração de tempo meio perdida e acidental em que você olha para os lados, para cima e para baixo e vê que está sozinho, que toma suas próprias decisões e manda, enfim, no seu nariz. Você, que se pensa livre, vai me dizer que olha só eu estou me contradizendo. Mas não, apesar de eu também achar que esse momento existe, tenho 100% de certeza que não passa de um acaso do destino, um feliz acidente de percurso que quase te provoca orgasmos de tanta felicidade.

No fim das contas, aqui está a pia cheia de louça e o prazo das matérias me lembrando que a liberdade não é nada além de pequenos momentos espalhados ao longo dessa estrada cagada que chamamos por conveniência de vida.

Anúncios

Um pensamento sobre ““O quê que eu vou fazer com essa tal liberdade?” – PIRES, Alexandre. 1995

  1. Mariana Lins disse:

    Adorei o post, detestei todo o resto. Já pode dar o fora do mundo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: