Saigon

Meu, acabei de pensar uma coisa aqui:

Quando eu era criança, eu cantava com a minha mãe a música do título mó empolgada… Tantas palavras, meias palavras, nesse apartamento um pedaço de Saigon. Só que nessa época eu ficava pensando o que seria um pedaço de Saigon. Seria uma comida (‘Chefia traz meio quilo daquele Saigon esperto’)? Seria uma peça de roupa (‘Ai cara rasgou o meu Saigon sobrou só um pedaço’)?

Aí eu descobri que era uma cidade, e foi o fim de toda uma inventividade pueril.

Anúncios

Um pensamento sobre “Saigon

  1. Carla Alambert disse:

    Então Chloé, vou te contar algo semelhante que aconteceu comigo quando eu era criança. Como você sabe, a minha avó paterna se chama Cida e eu, ao 4 anos, por analogia, comecei a chamar meu avô, marido dela, de Vô Cido. Aos 8 anos descobri que o nome dele era Paulo… fiquei chocada! Na época, os adultos acharam engraçado e não desfizeram o meu mal entendido. A mente de uma criança é uma coisa realmente mágica!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: